Secretário do Rio é acusado de superfaturamento

José Beltrame é acusado pelo Ministério Público de improbidade administrativa ao firmar dois contratos de aluguel e manutenção de veículos para a PM

Fonte: Agência Brasil

Comentários: (0)




O secretário estadual de Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, é acusado pelo Ministério Público fluminense de praticar improbidade administrativa ao firmar dois contratos de aluguel e manutenção de veículos para a Polícia Militar.


Segundo denúncia apresentada nesta quarta-feira (14) à 7ª Vara da Fazenda Pública pelo promotor Rogério Pacheco Alves, da 7ª Promotoria da Tutela Coletiva, os contratos firmados em 2007 e 2008 pelo valor de R$ 134 milhões foram superfaturados.


Segundo a denúncia, com o dinheiro gasto com o aluguel e a manutenção de cada veículo por 30 meses seria possível comprar três carros daquele modelo.


Além disso, o serviço de manutenção era pago mesmo sem haver controle sobre a realização dele, afirma a denúncia.


O promotor pediu à Justiça que determine o bloqueio dos bens do secretário, da ex-subsecretária de Gestão Estratégica da Secretaria de Segurança, Suzy Avellar, e da empresa Julio Simões, com quem foram firmados o contratos.


Também foi pedido o ressarcimento dos R$ 134 milhões, a perda da função pública de Beltrame e a suspensão dos direitos políticos dele e da ex-subsecretária.


A reportagem não conseguiu falar com o secretário sobre esse caso. Ao site G1, a Secretaria Estadual de Segurança afirmou que Beltrame ainda não foi notificado e que ele deixará suas argumentações jurídicas a cargo da Procuradoria-Geral do Estado.

Palavras-chave: corrupção direito penal ministério público

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/secretario-do-rio-e-acusado-de-superfaturamento

0 Comentários

Conheça os produtos da Jurid