“Brasil precisa passar a limpo a escravidão negra", afirma OAB

Não podemos ter medo de olhar para o nosso passado. Precisamos revisitá-lo e entendê-lo, para que as atrocidades cometidas contra a população negra não se repitam, afirmou o presidente Marcus Vinicius

Fonte: OAB

Comentários: (0)




Brasília – “Para construir o projeto de nação justa, solidária e fraterna que afirma nossa Constituição Federal, precisamos realizar um resgate histórico e social de nosso país. Em novembro, Mês da Consciência Negra, a OAB reafirma seu compromisso pela defesa de ações afirmativas e de valorização da cultura negra”, afirmou neste domingo (2) o presidente nacional da Ordem, Marcus Vinicius Furtado Coêlho.


A sessão plenária do Conselho Federal da OAB, que ocorre nesta segunda (3), apresentará a criação, no âmbito da Ordem, de uma comissão nacional para apurar os fatos relativos à escravidão negra no país. A OAB também encaminhará ao Governo Federal a sugestão de criação da Comissão Nacional da Verdade sobre a Escravidão Negra.


“A OAB deve ser instrumento a favor da igualdade. O século passado abraçou a ideia da liberdade, agora precisamos promover também a igualdade. Não podemos ter medo de olhar para o nosso passado. Precisamos revisitá-lo e entendê-lo, para que as atrocidades cometidas contra a população negra não se repitam”, afirmou Marcus Vinicius.


O presidente relembra ainda as ações da OAB em favor dos negros. Em 2013, a Ordem assinou com órgãos da União o Protocolo de Intenções para a Redução de Barreiras de Acesso à Justiça para a Juventude Negra em Situação de Violência, com objetivo de elaborar e ajustar as políticas públicas, bem como implementar outras medidas administrativas para assegurar o enfrentamento ao racismo e a promoção de igualdade racial da juventude negra brasileira.


A Ordem também foi ao STF defender as cotas raciais no ingresso de universidades públicas, além de ter atuação forte e vigilante no assunto por meio da Comissão Nacional de Promoção da Igualdade.

Palavras-chave: OAB Brasil Escravidão negra

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/brasil-precisa-passar-a-limpo-a-escravidao-negra-afirma-oab

0 Comentários

Conheça os produtos da Jurid