• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Sábado, 21 de Outubro de 2017
ISSN 1980-4288

Emissora de TV terá que indenizar candidato a prefeito por veiculação de matéria inverídica

O valor, a título de danos morais, foi fixado em R$ 80 mil.

Fonte: TJSP

Comentários: (0)


Reprodução: pixabay.com

A 10ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou uma rede de televisão a pagar indenização por veicular matéria sem comprovar a veracidade do seu conteúdo. O valor, a título de danos morais, foi fixado em R$ 80 mil.


Consta dos autos que a emissora veiculou reportagem afirmando que o autor, candidato ao cargo de prefeito do município de Embu à época dos fatos, teria ajuizado ação para promover o despejo de sua mãe. Em razão da matéria, o partido ao qual era filiado desistiu da sua candidatura.


Para o relator do recurso, desembargador Carlos Alberto Garbi, não há provas que comprovem a intenção do autor no despejo. “Em que pese o entendimento da ré, a matéria excedeu os limites do direito de informar. A reportagem veiculada, além de revelar fatos da vida privada do autor, deixou de apurar a veracidade do que informou ao público.”


Os desembargadores J.B. Paula Lima e João Carlos Saletti também integraram a turma julgadora e acompanharam o voto do relator.


Apelação n° 0240763-75.2008.8.26.0100

Palavras-chave: Indenização Danos Morais Emissora de TV Veiculação Matéria Inverídica

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/emissora-de-tv-tera-que-indenizar-candidato-a-prefeito-por-veiculacao-de-materia-inveridica

0 Comentários