• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1980-4288

Tribunal do Júri de Botucatu condena empresário a 37 anos de prisão por homicídio qualificado

Réu respondeu pela morte de ex-namorada e companheiro.

Fonte: TJSP

Comentários: (0)


Reprodução: pixabay.com

O Tribunal do Júri de Botucatu condenou ontem (23) o empresário J. M., de 64 anos, pela morte da ex-namorada e seu companheiro. O crime aconteceu durante uma festa religiosa na cidade, em dezembro de 2014. Ao ver o casal dançando na festa, teria disparado contra as vítimas. O homem morreu no local. A mulher tentou fugir, mas acabou sendo atingida nas costas e no pescoço.


M. foi condenado por homicídio qualificado (motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima). O juiz Henrique Alves Correa Iatarola, que presidiu a sessão do Júri, fixou a pena em 37 anos, 7 meses e 15 dias de prisão.


Cabe recurso da decisão, mas o réu não poderá apelar em liberdade.

Palavras-chave: Condenação Homicídio Qualificado Motivo Torpe Defesa da Vítima Prisão

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/tribunal-do-juri-de-botucatu-condena-empresario-a-37-anos-de-prisao-por-homicidio-qualificado

0 Comentários