• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
ISSN 1980-4288

Lulinha, filho mais velho de Lula teve rendimento bruto de R$ 5,2 milhões em 10 anos

Laudos periciais da Lava Jato apontam fonte de receitas de empresas de filho mais velho de Lula, da Gamecorp, e de sócios Fernando Bittar e Jonas Suassuna, donos do sítio em Atibaia, que força-tarefa aponta ser do ex-presidente.

Fonte: Estadão

Comentários: (2)


Fábio Luis Lula da Silva, filho mais velho do ex-presidente Lula

O empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha – filho mais velho do ex-presidente Lula – teve um rendimento bruto de R$ 5,2 milhões entre 2004 2014, aponta laudo pericial da Polícia Federal, anexado ao inquérito da Operação Lava Jato que apura a corrupção e lavagem de dinheiro no sítio de Atibaia (SP), que a força-tarefa diz ser do petista. O principal alvo dos levantamentos são as movimentações financeiras suspeitas entre os filhos de Luiz Inácio Lula da Silva, a família Bittar e o empresário Jonas Suassuna, do Grupo Gol.


Dos valores recebidos por Lulinha, aproximadamente R$ 3,8 milhões (73%) foram oriundos da distribuição de lucros da empresa G4 Entretenimento Tecnologia Ltda. A empresa pertence a ele (50%) e aos irmãos Fernando Bittar e Kalil Bittar (25% cada), filhos do ex-prefeito de Campinas (SP) Jacó Bittar – amigo de Lula desde a fundação da PT. A família Bittar é a dona oficial do Sítio Santa Bárbara, em Atibaia, que para a Lava Jato pertence ao ex-presidente.


Os laudos da PF, anexados na semana passada ao inquérito que apura a compra e a reforma do sítio em Atibaia, mostra que a G4 é a acionista majoritária da BR4 Participações. É essa empresa que tem como sócio a Gol Mídia Participações, do empresário Jonas Suassuna, outro dono do sítio de Atibaia. A BR4 detém 65% da participação da Gamercorp, empresa associada à Telemar Internet Ltda.


Relatório da Polícia Federal anexado aos autos da Operação Lava Jato aponta que a evolução patrimonial de Lulinha, filho mais velho do ex-presidente, é compatível com suas finanças, mas destaca a distribuição de lucros atípica da empresa G4.


Por solicitação do delegado federal Márcio Anselmo, da força-tarefa da Lava Jato, feita em agosto, a perícia analisou a movimentação financeira de Fábio Luís. “Pagamento de lucros pela G4 não observou, em diversos anos, composição societária da empresa”, diz o laudo da PF subscrito pelo perito criminal federal Marcio Schiavo.


“Chama atenção fato da distribuição de lucros da G4 não observar, em alguns anos, composição societária da empresa. Nesse sentido, não obstante possuísse 50% das quotas da G4, no ano de 2012, sr Fábio recebeu 100% da distribuição de lucros, no valor deR$ 750 mil.”


Segundo o relatório, em 2013, o filho de Lula recebeu aproximadamente 96%, no valor de R$ 1,12 milhão e, em 2014, distribuição a seu favor foi no porcentual aproximado de 62%, perfazendo valor de R$ 1.041.655,00.


“Observou-se ainda, que as maiores distribuições de lucros da empresa G4 ocorreram exatamente nesses anos (2012 e 2014). Em que pese a impossibilidade de uma análise mais aprofundada, notadamente por não estarem disponíveis os contratos sociais da empresa G4 Entretenimento, convém destacar disposição do Código Civil Brasileiro, prevendo que salvo disposição em contrário, distribuição dos lucros deverá obedecer proporção das quotas, assim como estipula nula exclusão de qualquer sócio na participação dos lucros”, aponta o laudo.


Caminho do dinheiro. Toda movimentação financeira dos filhos de Lula e seus sócios, Fernando e Kalil Bittar e Jonas Suassuna estão sob suspeita. A PF vê indícios de negócios ilegais, ocultos em repasses e transações comerciais formais entre os sócios.


Outra empresa foco de apurações é a Coskin Assessoria e Consultoria, do filho de Jacó Bittar. A empresa movimentou de 2009 a 2016 um total de R$ 9,98 milhões. Dos R$ 4,99 milhões recebidos pela Coskin, no período, a maior parte foram recebidos da Editora Gol, de Suassuna (R$ 2,28 milhões). A Gamecorp é a segunda, com R$ 825 mil.


Já a G4 tem como principal fonte de recebimentos a Gamecorp, R$ 4,24 milhões. Sua segunda maior fonte pagadora é a Gol Mobile, de Suassuna, R$ 2,05 milhões. Foi registrado pagamento também da Editora Gol de R$ 680 mil.


O Instituto Lula repassou no período R$ 1,4 milhão para a G4. Há recebimentos ainda da Coskin da LILS Palestras e Eventos, empresa de palestras de Lula, e do Instituto Lula.


Fernando Bittar, que em 2010 comprou o sítio em Santa Bárbara junto com Suassuna, recebe da Gamecorp, da Coskin e da G4. Ele é sócio das duas últimas e foi diretor da primeira.


No caso da Coskin, Fernando Bittar é o principal recebedor dos recursos da empresa, R$ 2,2 milhões entre 2009 e 2016.


Compatível. O relatório da PF aponta que a evolução patrimonial de Lulinha entre 2004 e 2014, é compatível com suas finanças. “Frente às informações prestadas ao fisco federal, demais dados apresentados para exame, foi constatado que evolução patrimonial do sr Fábio Luis Lula da Silva formalmente compatível com as sobras financeiras correspondentes, no período compreendido entre os anos de 2004 2014”, aponta o laudo.


O objetivo da Lava Jato é buscar nas movimentações financeiras das empresas dos filhos e dos sócios negócios que possam ter servido para ocultar propinas.

Palavras-chave: Lula Lulinha Rendimento Bruto Laudos Periciais Operação Lava Jato

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/lulinha-filho-mais-velho-de-lula-teve-rendimento-bruto-de-r-52-milhoes-em-10-anos

2 Comentários

roubrdario diniz valerio advogado26/10/2016 12:10 Responder

Façamos um conta simples: O empresárip Lulinha teve um faturamento bruto de R$ 5,2 milhões em 10 anos. Ou seja,R$520,00 por ano, por fim, isto representa R$ 43.333,30 por. Observando~se ser rendimento bruto. Mesmo sem considerar os desconto com imposto é menos que um juiz ou promotor recebe por mês e não geram o mísero emprego já que é uma função de estado. A de se convir que trata-se de uma quantia irrisória, honorários que qualquer advogado bem situado no meio social que atua ganha. é clara a partidarização e o ativismo da PF, MP e Judiciário no momento político brasileiro. Um helicóptero com 450 kg de cocaína apreendido com evidente ligação com políticos do PSDB não gerou nenhuma investigação que dê a sociedade uma satisfação, quando sabemos que qualquer narcotraficantinho é enviado a prisão por 3/5 anos. Imaginem se tal helioscópico tivesse alguma ligação . remota com algum amigo de infância do Lula ainda morando lá interior de Pernambuco. O judiciário e o MP. operando através da PF esta trilhando por um caminha muito perigoso. quando os militares assumiram de fato o poder como fazer agora o judiciário acabou havendo uma reação violenta. Sempre existirão aqueles dispostos a partir par o confronta armado. Se antes a questão era atacar militares, agentes de espionagem estrangeiros, etc, hoje liquidar meia duzia de juízes promotores e jornalista é tarefa bem mais fácil do que sequestrar um embaixador americano. o pior que depois desta pirotecnia toda a PF completa seu relatório conforme abaixo: O relatório da PF aponta que a evolução patrimonial de Lulinha entre 2004 e 2014, é compatível com suas finanças. ""Frente às informações prestadas ao fisco federal, demais dados apresentados para exame, foi constatado que evolução patrimonial do sr Fábio Luis Lula da Silva formalmente compatível com as sobras financeiras correspondentes, no período compreendido entre os anos de 2004 2014”, aponta o laudo. Ou seja, mais uma irresponsabilidade explicita de um Órgão de Estado agindo politicamente.

Roubrdario Diniz valério advogado26/10/2016 12:13 Responder

Façamos um conta simples: O empresárip Lulinha teve um faturamento bruto de R$ 5,2 milhões em 10 anos. Ou seja,R$520,00 por ano, por fim, isto representa R$ 43.333,30 por. Observando~se ser rendimento bruto. Mesmo sem considerar os desconto com imposto é menos que um juiz ou promotor recebe por mês e não geram o mísero emprego já que é uma função de estado. A de se convir que trata-se de uma quantia irrisória, honorários que qualquer advogado bem situado no meio social que atua ganha. é clara a partidarização e o ativismo da PF, MP e Judiciário no momento político brasileiro. Um helicóptero com 450 kg de cocaína apreendido com evidente ligação com políticos do PSDB não gerou nenhuma investigação que dê a sociedade uma satisfação, quando sabemos que qualquer narcotraficantinho é enviado a prisão por 3/5 anos. Imaginem se tal helioscópico tivesse alguma ligação . remota com algum amigo de infância do Lula ainda morando lá interior de Pernambuco. O judiciário e o MP. operando através da PF esta trilhando por um caminha muito perigoso. quando os militares assumiram de fato o poder como fazer agora o judiciário acabou havendo uma reação violenta. Sempre existirão aqueles dispostos a partir par o confronta armado. Se antes a questão era atacar militares, agentes de espionagem estrangeiros, etc, hoje liquidar meia duzia de juízes promotores e jornalista é tarefa bem mais fácil do que sequestrar um embaixador americano. o pior que depois desta pirotecnia toda a PF completa seu relatório conforme abaixo: O relatório da PF aponta que a evolução patrimonial de Lulinha entre 2004 e 2014, é compatível com suas finanças. ""Frente às informações prestadas ao fisco federal, demais dados apresentados para exame, foi constatado que evolução patrimonial do sr Fábio Luis Lula da Silva formalmente compatível com as sobras financeiras correspondentes, no período compreendido entre os anos de 2004 2014”, aponta o laudo. Ou seja, mais uma irresponsabilidade explicita de um Órgão de Estado agindo politicamente.