Unimed é condenada a restituir segurada que pagou por prótese

Plano de saúde terá de ressarcir, à cliente, R$ 4.585,24 que foram pagos por ela por uma prótese para o joelho

Fonte: TJGO

Comentários: (0)




O juiz João Corrêa de Azevedo Neto, em auxílio no 3º Juizado Especial Cível de Goiânia, julgou procedente ação de restituição de importâncias pagas movida por Lizia Couto contra a Unimed.


O plano de saúde terá de ressarcir, à cliente, R$ 4.585,24 que foram pagos por ela por uma prótese para o joelho.


Na ação, Lizia relatou que é segurada da Unimed há mais de 15 anos e, em maio de 2010, sofreu um acidente doméstico que a obrigou a se submeter a uma cirurgia no joelho esquerdo, quando lhe foi implantada uma prótese. Após a intervenção, contudo, a Unimed se recusou a pagar pela prótese ao argumento de que o contrato não previa essa cobertura, o que obrigou Lízia a arcar com o gasto.


Inconformada com a atitude do plano de saúde, Lizia ajuizou a ação de restituição de importâncias pagas ao argumento de que a cláusula do contrato que exclui a cobertura de próteses é abusiva. Ao dar ganho de causa à segurada, o juiz observou que o contrato formalizado entre a Unimed e Lizia é submisso ao Código de Defesa do Consumidor. Para


João Corrêa, embora seja admissível a inserção de restrições nos contratos de plano de saúde, é evidente o abuso da cláusula em questão.

Palavras-chave: Unimed Restituir Segurada Prótese Pagamento

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/unimed-e-condenada-a-restituir-segurada-que-pagou-por-protese

0 Comentários

Conheça os produtos da Jurid