Pai de menina morta em bungee jump faz campanha

Fonte: Portal Terra

Comentários: (1)




O engenheiro Lineu Amaro Rodrigues, pai da estudante Letícia Santarém Amaro Rodrigues, 20 anos, que morreu em julho deste ano ao saltar de um pontilhão ferroviário em Araguari (MG), encabeça uma campanha de conscientização dos riscos do bungee jump. Dezessete outdoors com a frase Bungee jump está proibido. Seja vivo e pule fora foram colocados nas ruas de Uberlândia.

"(A campanha) é um alerta. Eu não quero entrar no mérito da proibição ou não (do bungee jump). Estou conversando com as pessoas, com deputados e com amigos da área de publicidade, que se engajaram na campanha", disse Rodrigues ao jornal Folha de S.Paulo. O equipamento usado pela estudante rompeu.

Milhares de panfletos que explicam a proibição da prática do bungee jump também estão sendo distribuídos em Uberlândia.

Os saltos de bungee jump não são regulamentados no País e não estão sujeitos à fiscalização. Após a morte da estudante, o Corpo de Bombeiros em Uberlândia, que abrange 52 municípios da região, anunciou que não iria permitir novos saltos.

Palavras-chave:

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/pai-de-menina-morta-em-bungee-jump-faz-campanha

1 Comentários

Hamleto advogado21/09/2005 17:18 Responder

Que me perdoe, mas acho melhor proibir as pessoas de dirigirem automóveis.

Conheça os produtos da Jurid