'Lei seca' muda hábitos de motoristas e donos de bares

Nova legislação completa um mês neste fim de semana. Ônibus, táxis e motos são opções para motoristas que ingerem bebida alcoólica.

Fonte: G1

Comentários: (0)




Nova legislação completa um mês neste fim de semana. Ônibus, táxis e motos são opções para motoristas que ingerem bebida alcoólica.

A nova lei seca completa um mês no fim de semana. Desde 20 de junho, os motoristas flagrados depois de beber estão sujeitos a multa e suspensão da carteira de habilitação por 12 meses, além de prisão nos casos mais graves. Para motoristas e donos de bares e restaurantes, a saída é investir na criatividade.

Em um bar popular de Salvador, tem mesa sobrando. Para recuperar o movimento, os ônibus que faziam passeios turísticos agora circulam pelas áreas badaladas durante a madrugada. Muitos bares pagam a viagem para o cliente, que não precisa se preocupar e pode ingerir bebida alcoólica.

Em Brasília, a novidade é o serviço de "escolta amiga"; é só ligar para uma central e um motorista é levado até o bar, na garupa de uma moto, pega o cliente e entrega em casa. A comodidade custa de R$ 10 a R$ 30.

Esse tipo de serviço, de resgate de motorista, também está sendo oferecido como um atrativo a mais por corretoras de seguros. A analista de RH Rosana Sampaio comprou a idéia: ?É um serviço que vou usar muito?, acredita.

Em São Paulo, até quem registrou prejuízos por causa da nova lei está dando um jeito de tirar proveito da história. Fabricantes de bebidas estão dando corridas de táxi de graça. ?Até dez quilômetros, é por conta da empresa. O cliente não paga um centavo?, explica o taxista Sílvio Pereira.

Pereira trabalhou no fim de semana passado, quando começou a promoção. Funciona assim: uma central de radiotáxi divulgou uma senha para os clientes; quem fala a frase correta ganha uma corrida grátis, de até dez quilômetros, nas noites e madrugadas de sábado e domingo. Uma telefonista da empresa, Josi Perdigão, se surpreendeu. ?A partir das 3h, o movimento cresceu bastante?, conta.

Acessório

Quem freqüenta a noite já percebeu que algo mudou. Ainda há reclamações, mas a lei seca já virou também motivo de brincadeiras nas mesas.

Também em São Paulo, em um bar, o motorista da mesa ganha uma pulseira e a atenção do garçom, que fica proibido de servir bebida alcoólica ao dono do acessório.

Segundo o Ministério da Saúde, o atendimento de emergência feito pela Samu em 14 grandes cidades do país caiu 24% depois que a lei seca entrou em vigor. Em São Paulo, a Polícia Militar promete continuar de olho nos motoristas. Serão realizadas novas operações nesta sexta-feira (18) e no sábado (19).

Palavras-chave: Lei seca

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/lei-seca-muda-habitos-de-motoristas-e-donos-de-bares

0 Comentários

Conheça os produtos da Jurid