Júri condena acusado de matar amigo de infância por causa de pinga

O crime aconteceu após um desentendimento por causa de uma dívida de bebidas alcoólicas

Fonte: TJGO

Comentários: (0)




O 1º Tribunal do Júri de Goiânia, sob presidência do juiz Jesseir Coelho de Alcântara, condenou, nesta quarta-feira (1/06), Divino da Silva Pereira, também conhecido como Branco, a cumprir 16 anos de reclusão. O réu matou o amigo de infância Hudson Pereira Mendes e cumprirá a pena em regime inicialmente fechado na Penitenciária Odenir Guimarães, antigo Cepaigo. O Conselho de Sentença entendeu que o réu agiu por motivo fútil e negou o pedido de desclassificação do crime para homicídio simples.


De acordo com a denúncia, o crime aconteceu após um desentendimento por causa de uma dívida de bebidas alcoólicas. Na ocasião, Branco surpreendeu o amigo com quatro facadas na barriga. A vítima pediu socorro em casa e foi levada até o Hospital de Urgências de Goiânia, mas não sobreviveu.

 

Palavras-chave: Dívida; Amigo; Infência; esclassificação; Pinga; Motivo Fútil

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/juri-condena-acusado-de-matar-amigo-de-infancia-por-causa-de-pinga

0 Comentários

Conheça os produtos da Jurid