• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Segunda-feira, 12 de Novembro de 2018
ISSN 1980-4288

Cliente cobrado indevidamente por banco receberá indenização por danos morais

O nome do cliente foi inscrito junto aos órgãos de proteção de crédito em decorrência das cobranças.

Fonte: TJPR

Comentários: (0)



Reprodução: pixabay.com

Um cliente que recebeu notificações de inadimplência de um banco será indenizado por danos morais no valor de R$ 10 mil. A decisão é do juiz de Direito substituto, Adriano Vieira de Lima, da 17ª vara Cível de Curitiba/PR, ao reconhecer que as cobranças eram indevidas uma vez que constatou que os valores protestados foram devidamente pagos.


Consta nos autos que o cliente, após celebrar um contrato com a instituição financeira, começou a receber notificações indevidas quanto a inadimplência das parcelas que constavam no acordo. Em decorrência disso, seu nome foi inscrito em órgãos de proteção de crédito. O autor pugnou, então, pela declaração de inexistência de débito, pela indenização por danos morais e pela concessão de antecipação de tutela para o fim de retirar seu nome dos órgãos de proteção ao crédito.


Ao analisar o caso, o juiz de Direito substituto, Adriano Vieira de Lima, reconheceu a relação jurídica entre as partes e constatou que os valores protestados foram devidamente pagos. Diante disso, julgou procedente os pedidos do autor. O magistrado declarou a inexigibilidade da dívida; determinou a exclusão definitiva da inscrição em nome do autor junto aos órgãos de proteção ao crédito e condenou o banco a pagar indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil.


Processo: 0006371-05.2013.8.16.0001

Palavras-chave: Indenização Danos Morais Cobrança Indevida Instituição Financeira Inadimplência

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/cliente-cobrado-indevidamente-por-banco-recebera-indenizacao-por-danos-morais

0 Comentários

Conheça os produtos da Jurid