Conteúdo exclusivo para usuário cadastrados
Fonte: Tribunal Regional do Trabalho - TRT 3ªR

Relação de emprego. Evangelista X Igreja. Cabimento.

Se a própria orientação formal advinda do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana determinou que a contratação de obreiro "evangelista" está sujeita ao regime da Consolidação das Leis do Trabalho, não há como deixar de reconhecer o vínculo empregatício.

Tribunal Regional do Trabalho - TRT 3ªR Acórdão Processo: 00946-2009-034-03-00-3 RO Data de Publicação: 12/04/2010 Órgão Julgador: Quarta Turma Juiz Relator: Juiz Convocado Jose Eduardo de RC Junior Juiz Revisor: Des. Antonio Alvares da Silva Ver Certidão Recorrente(s): Aldair Moreira Fernandes Recorrido(s): Igreja Presbiteriana do Bom Retiro EMENTA: RELAÇÃO DE EMPREGO - EVANGELISTA x IGREJA. CABIMENTO. Se a própria orientação formal advinda do Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana ...

Palavras-chave: Relação de emprego