Conteúdo exclusivo para usuário cadastrados
Fonte: Alex Alan Antunes de Abreu

Necessidade de tipificação do trabalho escravo

Alex Alan Antunes de Abreu. Bacharel em Direito e Pós-graduado em Direito Penal Militar, Universidade Gama Filho, Pós-graduado em Direito Trabalhista, Universidade da Cidade do Estado do Rio de Janeiro e Pós-graduando em Direito Público pelo Centro de Estudos Jurídicos do Estado do Rio de Janeiro.

INTRODUÇÃO A escravidão é uma antiga instituição na história da humanidade; e confunde-se atualmente com a figura do homem negro, de pés e mãos acorrentados, tendo o labor extraído por conta do açoite de seu "Senhor". A definição clássica de escravo está intimamente ligada a um Senhor, como propriedade dele.(1) Dessa forma, não é considerado uma pessoa, mas um objeto do proprietário. Entretanto, este conceito não mais se enquadra nos dias atuais. Na Idade Antiga, o extermínio do inimigo vencido ...

Palavras-chave: