• Percival Maricato Publicado em 10 de Janeiro de 2020 - 11:36

    Ganhos e perdas na adoção do Contrato Verde Amarelo

    O presente artigo discorre sobre o "Contrato Verde e Amarelo".

  • Julio Martins Publicado em 09 de Janeiro de 2020 - 22:55

    Registro das Atas de Eleição e Posse da Diretoria em Cartório - RCPJ

    A administração de muitas entidades é feita através de uma Diretoria. Seu prazo de gestão é definido por um mandato estatutário e o instrumento que demonstra a legitimidade é a ata registrada em Cartório.

  • Julio Martins Publicado em 09 de Janeiro de 2020 - 19:25

    Tese da Revisão da Vida Toda nos benefícios previdenciários. Julgamento do STJ

    O julgamento foi importante para prestigiar o direito do segurado em receber o benefício mais vantajoso

  • Percival Maricato Publicado em 09 de Janeiro de 2020 - 16:16

    Pancadões devem ser resolvidos com sensibilidade e inteligência

    O presente artigo discorre sobre as soluções para os pancadões nas periferias da capital paulista.

  • Eliezer Pereira Martins Publicado em 08 de Janeiro de 2020 - 15:59

    Abolição da “prisão disciplinar” para policiais e bombeiros militares e o militarismo de segurança pública – primeiras considerações

    Primeiras considerações sobre a edição da Lei nº 13.967, de 26 de dezembro de 2019, que alterou parcialmente o Decreto-lei n° 667 de 2 de julho de 1969, e deu outras disposições, cuidando da abolição das penas privativas e restritivas de liberdade derivadas de processos disciplinares instaurados pelas policias e corpos de bombeiros militares.

  • Vasco Vasconcelos Publicado em 07 de Janeiro de 2020 - 16:24

    SALVE O ANO DE 2020

    O presidente da República Jair Bolsonaro passará para história se conseguir abolir o trabalho análogo a de escravos a escravidão moderna da OAB?

  • Eduardo Luiz Santos Cabette Publicado em 07 de Janeiro de 2020 - 15:53

    Abuso de autoridade: chave de leitura para a alma ou o centro nevrálgico da lei

    O presente artigo discorre sobre a "lei do abuso de autoridade".

  • Juliana Magalhães Lima Publicado em 06 de Janeiro de 2020 - 16:29

    Responsabilidade Estatal no Sistema Carcerário: contexto atual vivenciado por mulheres gestantes na Penitenciária Talavera Bruce do Estado do Rio de Janeiro

    O presente artigo científico versa sobre a temática constitucional em relação à Direitos Humanos e Responsabilidade Estatal no Sistema Carcerário, apresentando, como enfoque principal, as condições as quais encontram-se submetidas as mulheres, em período gestacional, no Estado do Rio de Janeiro. Procura-se expor a realidade e precariedade interna oferecidas às futuras mães, bem como seus respectivos filhos. Para isso, procurou-se discorrer brevemente sobre o sistema penitenciário feminino, desde sua origem, até os dias atuais. Por fim, apresentar relatos colhidos mediante entrevista realizada diretamente com as internas presentes na Penitenciária Talavera Bruce. Para tanto, o artigo científico desenvolveu primeiramente pesquisa bibliográfica: doutrina e legislação pátria, pesquisa exploratória e descritiva com foco na abordagem qualitativa-quantitativa e, por fim, pesquisa de campo.

  • Andréa Modolin Publicado em 06 de Janeiro de 2020 - 15:43

    Conflitos judiciais em aquisição de softwares

    O presente artigo discorre sobre os conflitos judiciais na aquisição de softwares.

  • Alexis Gabriel Madrigal Publicado em 03 de Janeiro de 2020 - 00:30

    Não há risco de impeachment por veto ao fundo eleitoral, diz Gestor Público

    Segundo Presidente Jair Bolsonaro, se vetar o projeto do fundo eleitoral pode sofrer um processo de impeachment no Congresso.

  • Julio Martins Publicado em 02 de Janeiro de 2020 - 21:41

    Bloqueio injusto pelo Facebook ou Whatsapp? Saiba o que fazer!

    Ultimamente redes sociais como Facebook, WhatsApp e até mesmo Instagram tem bloqueado os usuário indevidamente. O respeito aos direitos dos usuários não pode ser ignorado

  • Marcelo Costa Marostica Publicado em 01 de Janeiro de 2020 - 18:57

    Tratamento de Dados Pessoais

    Como a economia informacional emergida pela sociedade digital, transformou o mercado de dados pessoais em um segmento cada vez mais importante e disputado.

  • Lauro Nunes Publicado em 27 de Dezembro de 2019 - 18:55

    Entenda as regras de transição do INSS

    A Reforma da previdência por abranger diversas mudanças, é motivo de muitas dúvidas e preocupação para os brasileiros, principalmente para aqueles que estão próximo de se aposentar. Para ajudar a essas pessoas, preparamos este artigo detalhando todos os pontos relevantes das regras de transição..

  • Julio Martins Publicado em 20 de Dezembro de 2019 - 22:52

    É verdade que ocupar um imóvel de "posse" por algum tempo me dá direito ao registro?

    A Usucapião é um instituto secular no direito, de grande utilidade pois prestigia a função social da propriedade.

  • Adriana Filizzola D’Urso Publicado em 20 de Dezembro de 2019 - 17:46

    O comprimento da saia de uma advogada pode impedi-la de exercer sua profissão?

    O presente artigo discorre sobre o episódio ocorrido no Rio de Janeiro, onde a juíza diretora do Fórum de Iguaba Grande, estaria impedindo a entrada, no Fórum, de advogadas cujas saias estivessem mais de cinco centímetros acima do joelho.

  • Tauã Lima Verdan Rangel e Edimara Cerqueira Silva Publicado em 20 de Dezembro de 2019 - 11:26

    Da Tutela Jurídica do Direito à Saúde

    O presente artigo discorre sobre Tutela Jurídica do Direito à Saúde.

  • Isnar Amaral Publicado em 20 de Dezembro de 2019 - 11:18

    Ano Novo com energias renovadas

    Ano Novo com energias renovadas.

  • Leonardo Nunes de Souza Júnior Publicado em 19 de Dezembro de 2019 - 16:54

    O Porte de Arma de Fogo no Brasil: efeitos e requisitos especiais

    As armas de fogo estão presentes desde os primórdios da sociedade, e na medida em que passaram a conviver em conjunto, houve a necessidade de maior coesão social entre seus integrantes, mediante a criação de leis e normas para regular a vida em grupo, e com as leis armamentistas não foi diferente. O presente trabalho, acerca do Porte de arma, destacando seus requisitos e seus efeitos jurídicos, visa à problemática sobre quais seriam de fato, os requisitos específicos para obter o direito ao porte de arma de fogo, assim como os efeitos decorrentes tanto do porte e da posse, quanto do próprio disparo de arma de fogo, buscando uma análise mais detalhada da lei especial armamentista brasileira, assim como o vasto entendimento doutrinário. Tem como objetivo geral estudar todos os aspectos sobre as exigências para a obtenção do porte regular de arma de fogo, assim como uma análise sobre os seus diferentes efeitos jurídicos práticos. O procedimento a ser seguido se dará mediante aplicação dos objetivos específicos, sendo eles: a - pesquisar a história e evolução das leis armamentistas no país; b - identificar alguns dos principais testes de aptidão para esse direito; c - estudar as diferentes nuances e os principais efeitos jurídicos resultantes do porte, posse e a utilização de arma de fogo em face da coletividade. Tal estudo se justifica pela grande discussão a qual tem vivido esse tema nos últimos anos, além disso, maior domínio sobre o mesmo é muito importante para a coletividade, no entendimento de suas liberdades, restrições e direito, assim como a importância acadêmica, visto que, este tema possui grande controvérsia jurídica e é muito importante para futuros debates. Para estar apto a garantir este direito, o candidato deverá cumprir certos requisitos presentes na lei armamentista brasileira, aptidão essa, que será confirmada pela Polícia Federal, responsável pelos testes e pela manutenção deste direito. Além disso, a utilização de arma de fogo seja no porte, na posse, ou até mesmo no mero disparo de arma de fogo, proporciona diversos efeitos jurídicos a serem determinados pela conduta do agente no caso concreto, onde para se constituir como crime, deverá estar tipificado na legislação armamentista. Para a realização deste trabalho, foi utilizada, em especial, de pesquisas bibliográficas acerca do assunto, com um método de abordagem dedutivo, além da doutrina de renomados estudiosos da matéria e a própria legislação pertinente, para melhor compreensão do tema abordado.

  • Ana Claudia N. Zandomenighi Publicado em 19 de Dezembro de 2019 - 14:00

    Provas Admitidas no Direito Autoral

    O direito autoral tem algumas características diferentes de outras áreas nos deixando muitas vezes em dúvida.

  • Thaísa Florinda Silva Publicado em 19 de Dezembro de 2019 - 09:40

    O princípio da proibição do retrocesso social (Efeito “Cliquet”) frente à Lei Nº 13.467, de 13 de julho de 2017

    O direitos dos trabalhadores encontra-se no artigo art. 6º da Carta Magna como direito social, e compõe a integralidade de seu art. 7º, evidenciando um fundamental instrumento de concretização da dignidade da pessoa humana, tratando-se de um direito fundamental.  Nesse sentido, com enfoque no princípio da proibição do retrocesso social, mostrou-se relevante analisar a seguinte problemática: que a eficácia vedativa do referido princípio está ao impedir que o legislador revogue direitos sociais já adquiridos sem apresentar alternativa equivalente ou compensatória. De que forma a lei 13.467 de 13 de julho de 2017 afronta o princípio do não retrocesso social? Partiu-se da contextualização e conceituação do direito do trabalho, para a aplicação, importância e significado do princípio da proibição do retrocesso social, bem como os efeitos da reforma trabalhista. Este trabalho foi realizado de acordo com o método dedutivo, com pesquisas bibliográficas e doutrinária, artigos científicos e legislação. O objetivo geral deste trabalho será analisar sobre a aplicabilidade do princípio da proibição do retrocesso social frente à lei nº 13.467, de 13 de julho de 2017. Tendo como objetivos específicos: conceituar o direito do trabalho e suas características, e sua inserção como direitos sociais; analisar a aplicação do princípio da proibição do retrocesso social “efeito cliquet” no direito do trabalho; apresentar e analisar a reforma trabalhista e possíveis limitações perante as flexibilizações dos direitos e garantias. Com a pesquisa concluiu-se que o princípio do não retrocesso social vem ganhando espaço na doutrina pátria, e caracteriza-se como uma garantia constitucional implícita, sendo aplicável ao direitos dos trabalhadores, no entanto, o presente trabalho também trouxe como conclusão o fato da reforma trabalhista ter trazido dificuldades para essa aplicação, ao prejudicar a tutela dos direitos trabalhista, assim como ao dificultar o acesso dos trabalhadores à justiça, e por fim, causar o engessamento das súmulas e orientações jurisprudenciais, impedindo a justiça do trabalho de se manifestar a certa da reforma através de sua jurisprudência, ocasionando a impossibilidade de sedimentá-la.

Exibindo resultado de 21 até 40 de um total de 8985