Como empreender em tempos de crise

Preparamos a você, empreendedor, algumas dicas para gerar novas oportunidades em tempos de crise. Boa leitura!

Fonte: Beatriz‌ ‌Barros

Comentários: (0)



Reprodução: Pixabay.com

Se por um lado a instabilidade econômica atinge níveis inimagináveis, por outro, o número de pessoas empreendendo cresce. De acordo com um estudo do Serasa Experian, em janeiro de 2017 foram 194.199 novos empreendimentos.

Além disso, segundo a mesma pesquisa, o índice de novos empreendimentos representa cerca de 16,6% em relação ao mesmo período em 2016. Nesse sentido, o empreendedorismo cresce por diversos fatores, inclusive pelo aumento do desemprego.

Claro, não podemos deixar de mencionar que o índice de desemprego no Brasil apresenta impactos negativos todos os anos. No entanto, são inúmeros motivos que levam as pessoas a abrirem um negócio, como: liberdade profissional, flexibilidade de horário, entre outros.

Diante desse cenário, empreender na crise oferece um leque de oportunidades para que você se destaque. Com uma dose de estudo e muita criatividade é possível que você conquiste um bom posicionamento de mercado.

Por isso, preparamos a você, empreendedor, algumas dicas para gerar novas oportunidades em tempos de crise. Boa leitura!

4 dicas para empreender em tempos de crise

A opção de virar empreendedor, porém, precisa ser muito bem elaborada e os cuidados devem ser analisados. Para auxiliar você a criar o seu negócio em tempos de crise, confira as 4 dicas a seguir:

1. Tire vantagens da crise

Uma situação de crise econômica é ruim, mas também pode ser uma ótima oportunidade para gerar novos negócios. Como consequência da redução na renda dos brasileiros, certamente o faturamento das companhias tende a cair.

Aliás, essa estagnação tirou muita gente da zona de conforto, permitindo a receptividade a novos produtos e serviços, principalmente aqueles essenciais no mercado, como uma fritadeira elétrica industrial para restaurantes.

Sendo assim, caso você promova algo relacionado, conseguirá tirar alguma vantagem da crise.

2. Defina um mercado promissor

Uma empresa líder de mercado é reconhecida pelos consumidores, fornecedores e concorrentes em pouco tempo. Entretanto, não vale apresentar uma ambição de crescimento enorme se os seus passos não forem cuidadosos.

Quer um exemplo para simplificar? O Facebook. Myspace e Orkut dominavam o mercado digital quando o Facebook foi lançado. Nesse contexto, Mark Zuckerberg decidiu apenas ampliar a rede para a Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

Pouco tempo depois, ele aprimorou o negócio para atender um conjunto de universidades da Costa Leste dos EUA, conhecido como Ivy League, da qual, inclusive, Harvard faz parte.

O Facebook dominou esse grupo, ampliou a sua rede e começou a atender todas as universidades do país e, em seguida, todos os usuários dos Estados Unidos. Com essa influência nos EUA, Zuckerberg iniciou o seu processo de expansão para outros países.

3. Cuide das finanças

Outro ponto fundamental para empreender em tempos de crise é o controle das finanças. Então, se você deseja abrir um novo negócio, comece adotando uma postura correta. Para quem já conta com um empreendimento, esse é o momento para colocar tudo nos eixos.

Além disso, organize os seus gastos fixos e adicionais, como: conta de luz, água, internet, uniforme nr10 para os funcionários, entre outros fatores.

A boa gestão financeira é necessária em qualquer negócio. Sendo assim, não deixe de lado o fluxo de caixa, independente da caracterização do seu negócio. Além disso, procure trabalhar com uma planilha, para ter um controle maior da entrada e saída do dinheiro.

4. Invista em marketing

Um dos maiores erros é cortar o investimento em marketing. Afinal, esse é o momento ideal para criar novas ideias, então, procure apostar em alternativas que tenham um retorno mais elevado.

Esse é o caso do marketing digital. Geralmente, as suas campanhas custam muito menos do que a publicidade tradicional, mas contam com uma alta capacidade de segmentação, fazendo com que você direcione as suas ações ao público ideal.

Por exemplo: vamos imaginar que você queira investir em uma empresa de tratamento de água. Pensando nisso, é possível criar campanhas voltadas a preservação da água, a sustentabilidade, entre outras questões relacionadas.

Dica bônus

Por fim, e não menos importante, a inspiração pode ser sua grande aliada nesse momento. Por isso, busque por uma infinidade de filmes, séries, documentários, cursos e eventos que podem te auxiliar nesse momento.

Além disso, essa é a hora de ouvir quem realmente acredita no seu potencial, ou seja, quem sabe que empreender em tempos de crise é possível. Nesse sentido, deixe de lado opiniões negativas e ouça as sugestões de pessoas queridas!

Esse‌ ‌artigo‌ ‌foi‌ ‌escrito‌ ‌por‌ ‌Beatriz‌ ‌Barros,‌ ‌Criadora‌ ‌de‌ ‌Conteúdo‌ ‌do‌ ‌‌Soluções‌ ‌Industriais‌.‌


Conheça nossos softwares:

Auxilium Web (www.auxilium.com.br) - software jurídico para gestão de escritórios de advocacia.

Jurid Web (www.juridweb.com.br) - plataforma de pesquisa e atualização diária de conteúdo jurídico!

Biblioteca Digital GZ (http://gz.jurid.com.br/)

Palavras-chave: Instabilidade Econômica Empreendedorismo Crise Pandemia Coronavírus Marketing

Deixe o seu comentário. Participe!

blog/como-empreender-em-tempos-de-crise

0 Comentários

Conheça os produtos da Jurid