• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Quinta-feira, 30 de Março de 2017
ISSN 1980-4288
Exclusivo para Assinantes
Fonte: TJSC

Previdência privada precisa de regras claras para não confundir clientes

Ação rescisão de contrato

M.T.R.R. ajuizou ação rescisão de contrato e indenização por dano moral contra Banco do Brasil S/A, ambos devidamente qualificados, aduzindo, em suma, que foi iludida por funcionário do réu a fazer investimento de R$250.000,00 em plano de previdência privada (PGBL) com a promessa de que poderia retirar o dinheiro sem qualquer ônus dentro de seis meses. No entanto, quando buscou levantar parte do dinheiro, o réu informou que isso seria possível somente quando completasse noventa e nove anos, em ...

Palavras-chave: Previdência Privada; Consumidor; Instituição Financeira; Indenização