• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Domingo, 19 de Novembro de 2017
ISSN 1980-4288

Sob investigação, Lula ganha cargo de ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff

Ex-presidente vai ocupar cargo de Jaques Wagner, que terá nova atribuição dentro do governo

Fonte: Estadão

Comentários: (0)


Ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu nesta quarta-feira, 16, assumir a Casa Civil do governo Dilma Rousseff. O petista se reuniu nesta manhã com a presidente e outros ministros do núcleo duro da gestão, como o atual titular do futuro posto de Lula, Jaques Wagner; Ricardo Berzoni (Secretaria de Governo); Nelson Barbosa (Fazenda) e Aloizio Mercadante (Educação).


Wagner já deixou o Palácio da Alvorada e segue hoje para Salvador, para comemorar seu aniversário, retornando a Brasília amanhã pela manhã. Segundo fontes ouvidas pelo Broadcast Político, Wagner não deixará o governo - Dilma quer manter o ex-governador baiano no núcleo duro do Planalto. O ministério de Dilma passará por uma pequena reforma com o ingresso de Lula, mas ainda não são conhecidos os detalhes das mudanças.


Com a confirmação de Lula na Casa Civil, o ex-presidente vai ocupar um gabinete no Palácio do Planalto e terá entre suas missões reorganizar a base aliada do governo, a fim de conter o avanço do processo de impeachment no Congresso.


Anúncio


A ida de Lula para a Casa Civil não foi confirmada oficialmente pelo Planalto, mas o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), anunciou há pouco pelo Twitter que o ex-presidente assumirá esse post. "Ministro (Jaques) Wagner, no dia do seu aniversário, mostra grandeza e desprendimento ao deixar a Casa Civil! Lula novo ministro da pasta!", escreveu o deputado.

Palavras-chave: Investigação Operação Lava Jato Ministro da Casa Civil Luiz Inácio Lula da Silva

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/sob-investigacao-lula-ganha-cargo-de-ministro-da-casa-civil-do-governo-dilma-rousseff

0 Comentários