• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
ISSN 1980-4288

Senado encaminha à Câmara projeto que dispensa portadores de epilepsia e lúpus de carência para aposentadoria

Só podem reivindicar o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez pessoas que não apresentavam as doenças antes de se filiarem ao INSS.

Fonte: Agência Senado

Comentários: (42)


O presidente do Senado, José Sarney, deve encaminhar nesta semana à Câmara dos Deputados projeto (PLS 293/09), aprovado pelos senadores, que dispensa os portadores de epilepsia e lúpus da carência de 12 meses de filiação ao INSS para receberem aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença. Aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) no último dia 11 em Decisão Terminativa. É aquela tomada por uma comissão, com valor de uma decisão do Senado. Quando tramita terminativamente, o projeto não vai a Plenário: dependendo do tipo de matéria e do resultado da votação, ele é enviado diretamente à Câmara dos Deputados, encaminhado à sanção, promulgado ou arquivado. Ele somente será votado pelo Plenário do Senado se recurso com esse objetivo, assinado por pelo menos nove senadores, for apresentado à Mesa. Após a votação do parecer da comissão, o prazo para a interposição de recurso para a apreciação da matéria no Plenário do Senado é de cinco dias úteis. , o projeto não recebeu recurso para sua votação em Plenário até a última sexta-feira (dia 20).


Trata-se de uma proposta do senador Paulo Paim (PT-RS), que inclui as duas doenças no artigo 151 da Lei nº 8.213/91. Já têm direito aos dois benefícios, sem carência, os portadores de outras 12 doenças, entre elas tuberculose ativa, hanseníase, alienação mental, cegueira, paralisia irreversível, cardiopatia grave e Aids. Só podem reivindicar o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez pessoas que não apresentavam as doenças antes de se filiarem ao INSS.


As doenças mencionadas na lei são graves e tornam seus portadores incapazes para o trabalho, além de provocarem estigma, deformação ou mutilação. Durante a discussão do projeto na Comissão de Assuntos Sociais, o senador e médico Mão Santa (PSC-PI), relator da proposta, lembrou que todas as doenças dão direito a auxílio-doença ou podem levar à aposentadoria por invalidez, de acordo com sua gravidade e continuidade. No entanto, no seu entendimento, o lúpus e a epilepsia são graves e, portanto, a sociedade deve dispensar seus portadores do cumprimento da carência de 12 meses de filiação ao INSS.


O lúpus é uma doença de causa desconhecida, caracterizada por inflamações em muitos órgãos do corpo. Os pacientes podem apresentar sinais e sintomas como fadiga, anemia, febre, erupções, sensibilidade ao sol, perda de cabelos, artrites, problemas sérios no coração, nos rins, nos pulmões e no sistema nervoso central. A doença pode ocorrer em qualquer idade, mas cerca de 60% dos casos se verificam em pessoas de 13 a 40 anos. Negros e asiáticos são populações de risco - são três vezes mais acometidos que os caucasianos. A incidência é de seis novos casos por 100 mil pessoas por ano para as populações de menor risco, e de 35 para negros e asiáticos.


Já a epilepsia provoca distúrbios de consciência ou de outras funções psíquicas, movimentos musculares involuntários e perturbações do sistema nervoso central. A crise epiléptica pode ser um simples embotamento da consciência ou levar a pessoa a apresentar convulsões. As crises de epilepsia costumam ocorrer nos primeiros anos de vida e as investigações registram que 0,5% da população em geral têm convulsões ativas, 3% sofreram crises em algum momento da vida e 9% apresentaram pelo menos uma convulsão na vida

Palavras-chave: Auxílio-Doença Aposentadoria Epilepsia Lúpus Carência

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/senado-encaminha-a-camara-projeto-que-dispensa-portadores-de-epilepsia-e-lupus-de-carencia-para-aposentadoria

42 Comentários

cleide estudante14/12/2010 17:55 Responder

eu tenho uma irma que sofre te epilepsia ela sofre de mais pois ela esta calma sentada derepete ela comença a sente e se machucar toda ela ja trabalhou na vida dela mais quando sentiu no trabalho a patroa colocou ela para fora esta com 16 anos que ela tem esse problema ela tomar rivotril e depakene !!

juliamna promotora17/08/2011 0:33 Responder

ja foi aprovada a lei?

renata isabel proença aposentada03/12/2011 3:27 Responder

demora para aprovar este beneficio, quantas coisas são aprovadas com tanta rapidez, senhores os doentes tambem votam, portanto os senhores nos representa tambem

Cicero batista reis funcionário publico municipal03/12/2011 16:09 Responder

Sou portador de epilepsia desde os doze anos de idade, procurei cura por todos os meios da medicina. Consegui remedio controlado fiquei dos 30 anos até 37 sem qualquer sintoma. Quando pensei que havia sido curado veio convulsão generalizada, todos eletrocefalograma diagnostica. o interessante que neste termpo estudei exelente aluno e notas hoje tenho dificuldade em aprendizado oquê faço. minha mente não mais raciocina igual tenho lampej0s de esquecimento, fico sem iniciativa . Presciso sempre de alguem , quando ataqua todos dizem que é algo muito humilhante para um ser humano. Obrigado não sei porque ainda presciça de pericia para uma doença que o final é morte inevitavel. POR QUE SE APROVAM LEI PARA SEUS PROPRIOS SALÁRIOS EM PORTAS FECHADAS E UM BENEFICIO PARA UMA DOENÇA INCURAVEL DEMORA TANTO Tamos de olho nos ajudem a viver com um pouco dignidade, enquanto podemos.

jose santos motorisdta de caminhao truk18/01/2012 14:53 Responder

sou portador de epilepsia e sou motorista de caminhao na ultima perisia o perito dissi que eu poderia trabalhar nao sei oque fasso pois tenho 3comvulçao ao dia ja batir o caminhao varias veses na ultima vez batir em tres carros

Diego Carreteiro 11/11/2015 10:28

Pegue os Boletim dos acidente., mais o laudo do médico e justiça, depois vc me fala se tem algum maluco de liberar vc para matar os outros ou morrer.

jose santos motorisdta de caminhao truk17/02/2012 23:18 Responder

gostaria de agradeser por esta oportunidade de deixar nos expressar os nossos sentimentos ok

rosalina domestica27/03/2012 8:55 Responder

rosalina.sou domestica sou portadora de epilepsia a vinte e quatro anos a dois ano as crises aumentou tive dificuldade no trabalho procurei o posto de saúde a medica q me acompanha aumentou um medicamento.me afastou por 60 dias para acostumar com o medicamentos.n passei nas pericias foi para a justiça e n consegui receber ate hoje sofri muitas humilhação.perdi 2 do ano q vai fazer falta n aposentadoria.e muito revoltante n passaria por tanta humilhação sem nesesidade.

jose santos motorisdta de caminhao truk29/03/2012 15:24 Responder

gostaria de saber porque demora tanto para liberar o auxilio doensa para estas pessoas que tanto sofre com epilepisia

TANIA MARIA FERREIRA AUTONONO16/04/2012 15:49 Responder

NAO ESCOLHEMOS FICAR DOENTES MAS ESCOLHEMOS NOSSOS GOVERNANTES,PORTANTO ESPERAMOS UMA DEFINIÇAO LOGO

Gisele Ferraz Assistente Adm. Financeiro12/09/2012 0:10 Responder

Prezado Srs. Agradeço a aportunidade em poder registrar minha opinião neste espaço. Quero dizer que sou portadora de epilepsia, no entanto estudei, investi, e dediquei meu tempo em uma tão sonhada faculdade, portanto infelizmente sofro discriminação no mercado de trabalho. As empresas e a sociedade em geral fazem dispersão de pessoas. Hoje estou formada em Administração, mas não consigo permanecer no trabalho devido as crises de epilepsia que tenho. Se nas entrevistas de emprego você falar que é epiletica a empresa não contrata e quando você consegue entrar trabalhar e tem uma crise, infelizmente é demitido, pois as empresas te enchergam como \\\"funcionário problema\\\" em relação a \\\"custo\\\". Gostaria de saber se nos Concursos Públicos tem cota para este tipo de deficiência? Senhores governantes, gostaria que aprovassem este Projeto de Lei para os portadores de epilepsia que sofrem com a discriminação. Gostaria de saber os direitos que um portador de epilepsia tem em relação aos benefícios do poder público. Obs:. Concordo em grau, número e gênero no que disse o Sr.Cicero Batista Reis, sua mente não raciocina como antes, sofre de esquecimento e digo mais, você não consegue absorver as informações com rapidez e apresenta dificuldade no aprendizado, acredito que é o efeito colateral de tantas medicações fortes! Desde já agradeço.

iracema do lar05/10/2012 1:29 Responder

porque descriminar as pessoas que a doença começou antes de contribuir , ninguem tem bola de cristal para saber que um dia vai ter uma doença que nao tem cura só tem tratamento ,nao basta ser descriminado no trabalho ? o inss tambem descrimina ? sou portadora de epilepsia ,faz 30 anos q á profissao é dolar ,mas nem as tarefas de casa nao posso fazer tenho tambem artrose . por motivos da epilepsia tive problemas de me queimar com agua quente e queimar os alimentos no fogao ,nao posso ficar sozinha em casa , nao tenho parentes onde moro meu marido já pediu as contas na empresa motivo de me cuidar. DIGA NAO A DESCRIMINAÇAO SE HOJE ESTAMOS PAGANDO INSS PORQUE NAO TER O DIREITO DE APOSENTADORIA OU AUXILIO DOENÇA . TODOS DEVERIAM TER O MESMO DIREITO PAGANDO OU NAO ,DOENÇA INCAPACITA O PORTADOR E DE ONDE TIRA DINHEIRO PARA PAGAR INSS ? POBRE NAO FICA DOENTE ?????????????

vlá sua profissão18/11/2012 22:32 Responder

Como assim só tem direito a aposentadoria por invalidez ou auxílio-doença quem não tinha a doença antes de começar a contribuir??? A maioria dos epiléticos começam a ter crises na infância e na adolescência, bem antes de começar a trabalhar e, portanto, de contribuir com o INSS. Sinceramente, isso é palhaçada. É a coisa mais absurda que li nos últimos tempos. Se não quer fazer lei para epiléticos, não faça, mas fazer uma lei que discrimina quase todos os epiléticos só pode ser piada.

Josiane Lucena Bancária23/11/2012 2:39 Responder

Tenho 33 anos, sou formada em Economia por uma Universidade Federal, a qual ingressei aos 17 anos. Sempre fui ótima aluna, porém em 2008 foi diagnosticado ter Epilepsia e desde então tenho esquecimentos, dificuldade de aprendizado e falta de concentração, acredito que devido as altas doses de remédio (4 Trileptal de 300mg por dia). Trabalho em um banco privado e já tive algumas crises dentro do meu local de trabalho. Inclusive na última cheguei a fazer necessidades fisiológicas na roupa. Isso é muito humilhante. Sofro de crises de ausência, desligamentos e mordo a língua e utilizo veículo próprio para desempenho de minhas atividades. Além da situação constrangedora, sei que estou colocando minha vida em risco. Tendo em vista que a epilepsia é uma doença crônica, sem cura e que em muitos casos não é controlada nem com uso de medicamentos, e com tratamento pela vida toda, se faz necessário uma lei que ampare os portadores desta patologia.

Aureni agente administrativo18/12/2012 2:51 Responder

EM NOSSO pAÍS É NECESSARIO ESTÁ QUASE MORTO PARA TER DIREITO A APOSENTADORIA.SE O LUPUS CAUSA TANTOS MALES ,PORQUE TER QUE ESPERAR QUE UMA PESSOA TENHA PROBLEMAS RENAIS ,DE CORAÇÃO , PULMÃO E ATÉ SEM PODER ANDAR PARA TER DIREITO A APOSENTADORIA.dEVE TER DIREITO A APOSENTADORIA SIM ANTES QUE ESSA DOENÇA AFETE ATÉ MESMO O PSICOLÓGICO OU FIQUE EM CADEIRA DE RODAS. ONDE ESTÁ O RESPEITO COM O SER HUMANO. sINCERAMENTE NÃO SEI EM QUE MUNDO VIVEMOS.ESPERO QUE ESSA LEI SEJA LOGO APROVADA PRA ACABAR LOGO COM O SOFRIMENTO DE TANTA GENTE QUE SOFRE DESSE MAL. ESPERAR QUE FIQUEM IMPOSSIBILITADO DE VIVER ISSO NÃO EXISTE.ESTOU FALANDO DO SER HUMANO ANTES QUE PERCA A VONTADE DE VIVER

TONNY DESEMPREGO POR ORDEM MEDICA MOTIVO EPILEPSIA14/03/2013 17:01 Responder

voltei a ser portador de epilepsia aos 35 anos de idade na minha infancia tive essa mesma doença ate aos 19 anos de idade por ordem medica ñ posso trabalha mas tanto o inss como a justiça federal recusarão um laudo medico que comprova que eu tenho e sofro dessa doença para os medicos eles querem me aposentar por invalidez mas tanto o inss como a justiça federal nos quais eu ja levei todos os exames e laudos medicos que comprovem minha incapacidade mental eles negarão esse pedido agora como posso consegui essa aposentadoria por invalidez.

Rudivan nunes silva pedreiro 11/09/2013 14:15

sou pedreiro e não sei mais o que fazer como portador de epilepisia as crises cada dia ficam mas forte os esquecimento e retardamento ,mental e ate hoje luto por uma aposentadoria ,por não ter mais capacidade de poder trabalhar ,por favor ,mi ajudem !!!!!!!!! estou com 33 anos ,e desde os (dezoito anos ) que sofro muito . obrigado

TONNY DESEMPREGO POR ORDEM MEDICA MOTIVO EPILEPSIA05/04/2013 15:28 Responder

porque o inss e a justiça federal recusarão a ondem medica com laudo e outros exames que comprovam que sou portador epilepsia para se aposenta por invalidez.gostaria que postagem a resposta da minha pergunta no facebook e esse mesmo email.

j,carlos motorista18/04/2013 16:25 Responder

A MAIS DE OITO ANOS COMECEI A TER CRISE DE EPILEPSIA , A CINCO ANOS NO BENEFICIO DO INSS DIA 02 DE ABRIL PASSEI PELA PERICIA E A MEDICA ME TRATANDO COM DESCASO E NEGOU-ME O BENEFICIO SENDO QUE ANOS ATRAZ O PERITO PEDIU QUE EU PASSACE POR UMA JUNTA MEDICA DO DETRAM ALI 03 MEDICOS NEUROLOGISTA RECOLHEU MINHA HABILITAÇAO PARA SEMPRE COMO QUE VOU TRABALHAR NA MINHA PROFISSAO DE MOTORISTA SEM CARTEIRA DE HABILITAÇAO , REMARQUEI REVISAO DE PERICIA PARA JUNHO ATE LA COMO VOU ME MANTER, COMPRA DE ALIMENTOS,ALUGUEL E REMEDIOS. É MUITO HUMILHANTE PRA QUEM SEMPRE TRABALHOU E HOJE TENHO 58 ANOS .

Valéria Almeida Longo Comerciante e artesã15/05/2013 11:08 Responder

Fui diagnosticada com lupus em 2012 e tenho vivido um grande pesadelo junto ao INSS que ora concedem, ora negam o auxílio doença. tenho tido diversas crises, basta ter que ir na rua ou ficar nervosa e pronto, lá vem a crise.Fico muito mal por vários dias, mesmo tomando remédios. Já não tenho mais vida e isso me deixa muito triste,pois sempre fui muito ativa.Gostaria de saber se posso me aposentar, já que paguei o INSS por mais de vinte anos e estou sem condições de seguir o tratamento.Por favor me respondam, pois já não sei mais o que faze...A lei já foi aprovada?

Val?ria Almeida Longo Comerciante e artes?29/05/2013 12:00 Responder

Venho sofrendo de Lupus desde 2011 e tenho tido muita dificuldade junto ao INSS,para receber auxílio doença,pois parece que alguns \\\"MÉDICOS PERITOS\\\", parecem desconhecer que essa doença afeta os ossos e portanto o sofrimento não aparece,por enquanto, por fora e eles alegam que tenho condições para trabalhar,quando mal consigo sair de casa, por isso solicito que essa lei seja aprovada urgente, pois contribui mais de 20 anos e me sinto lesada em meus direitos como cidadã. atenciosamente...

cristiane do lar01/06/2013 21:53 Responder

tenho epilepsia e crises de convulsões e sempre que arrumo um emprego logo sou dispensada porque tenho uma crise como faço para conseguir uma ajuda (auxilio doença ou aposentadoria ) porque agora já não me pegam mais para trabalhar ? nunca fui registrada e nunca paguei INPS

juliana de carvalho freire do lar20/06/2013 9:58 Responder

tenho 27 anos descobri q tinha lúpos com 18 anos nunca consegui trabalhar pois a doença impede.moro em uma cidade pequena todos me conhecen e sabem da minha doença e nimgem me da serviço pois nimgem vai dar trabalho á uma pessoa q vive nos médicos.já tive varias crises meus rins já pararam passei pela emodialise foi um periodo muito dificil.gostaria de saber se os nossos governantes estao ai pra nos defender.e ai a aposaentadoria foi aprovada ou nao.ja fui no inss e me senti umilhada pelos peritos o nosso inss é uma vergonha.

Gabriella agente administrativo29/06/2013 2:04 Responder

Gostaria de saber se um deputado tivesse lupus ou mesmo alguem da família deles , Qual seria a reação deles. Sá quem tem lupus sabe o sacrifício que passa para trabalhar.´Todos os dias ter que levantar para trabalhar com tantas dores nas juntas e todo o corpo. Deputados pimenta nos olhos dos outros é refresco. E o mal está que a pessoa com lupus sente. Só quero um pouco de humanidade sofro muito com dores e não estou mais aguentando. Tenho 28 anos de profissão, tem dias que pra levantar da cama é um sacrifício que só quem sabe é quem tem esse mal. Deixo aqui meu apelo aos deputados; pelo amor de Deus deputados aprovem essa lei logo que não aguento mais trabalhar. ESTOU SOFRENDO MUITO, ~pois alem da doença a idade, já estou com 51 anos.

juliana acs02/07/2013 15:34 Responder

tambem sou portadora de lupus ha 2 anos sei o que essas pessoas estão falando,sou agente comunitario de saude as vezes ñ consigo trbalhar pois o sol é mt prejudicial p/ quem tem lupus

AngelA do lar04/07/2013 14:33 Responder

MEU NOME E ANGELA TENHO 46 ANOS TENHO LUPOS A QUASE 20 ANOS O LUPOS JA ATINGIU MEUS RINS, ENFISEMA NOS 2 PULMOES ASMA ATRITE ,TENHO COLESTEROL ALTO E TIGLICERES ALTO ESTOU FAZENDO TRATAMENTO COMPSIQUIATRA POR CONTA DA SIDROME DO PANICO TE NTO MIM APOSENTAR FAZ 18 ANOS ACHO QUE NAO PEDIMOS PARA TER LUPOS . TENHO CERTEZA QUE AGORA VAI.

Sabrina Menezes Supervisora05/07/2013 12:38 Responder

Espero que seja aprovado, pois tenho minha mãe que tem Lupus há mais de 20 anos, e sofre muito com essa doença. Torço pra que seja aprovado e minha mãe tenha direito de aposentadoria, pois ela sempre contribuiu ao INSS como autônoma e nunca tivemos condições de arcar com Convênio, e hoje o SUS é uma vergonha, pois minha mãe espera, por uma consulta de Reumato, há quase 1 ano para receitar um medicamento de uso continuo, e até agora nada. Ela fez diversas reclamações a Secretária da saúde, porém não tem previsão de ter vagas de Reumato. Uma vergonha ao Estado, pois pagamos tantos impostos, tributos e taxas, e não temos direito a nem um atendimento com qualidade. Minha mãe sente muitas dores, pois não pode comprar o medicamento que toma há 20 anos sem a receita.... Em que país vivemos????? Sem contar que há anos, ela tenta uma aposentadoria, devido a sua dificuldade de exercer alguma profissão em fator da doença crônica (sem cura) e que causaram e ainda causam diversas alterações no seu organismo.

Morris Albertt Motorista de carreta e ônibus13/07/2013 20:55 Responder

Eu já estou afastado a 8 anos e não consegui aposentar ainda, e acho isso um absurdo, pois não posso trabalhar porque nenhuma empresa de transporte quer colocar um ônibus ou carreta mais na minha mão, pois assim estariam colocando vidas em risco! Quem vai querer fazer uma viagem de ônibus por exemplo, com um motorista que a qualquer momento pode ter uma crise convulsiva? Ridículo!!!

CARLOS (injustiçado)21/07/2013 21:49 Responder

É O SALÁRIO DE CADA UM DE VOCÊS QUE SENTA NESSA CADEIRA E SÓ A ESQUENTA E VIVEM APROVANDO O AUMENTO DE SALÁRIO DE VOCÊS SE TIRASSEM 10% DO QUE VCS RECEBEM PARA DAR DE CONTRIBUIÇÃO AO MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA FORNECER OS MEDICAMENTOS QUE NÓS QUE TEMOS EPILEPSIA JÁ NOS AJUDARIAM MUITO PARA COMPRARMOS OS MEDICAMENTOS QUE NECESSITAMOS E VCS NÃO APROVA A APOSENTADORIA DE NINGUÉM QUE SOFRA COM ESSA DOENÇA MAS O SALÁRIA DE CADA UM DE VCS TODA VEZ AUMENTA NÉ ?????? COMO VCS SÃO TRABALHADORES AFINAL VCS NEM SABEM OQUE É SUOR NEM MESMO DE VERGONHA PORQUE ISSO VCS NEM SABEM OQUE É .

ADALIA COSTUREIRa mas ja estou com 60 anos e empresa ñ mi quer devidos os ATAQUES QUE ACONTECI DO NADA08/08/2013 18:49 Responder

estou muito triste pois qndo pensei que ia ficar bem da fibromialgia e aepilepisia ai apareceu um avc agora sim que ñ consigo fazer mais NADA! POIS TENHOO FORTES DORES POR TDO O CORPO FORA ACABEÇA QUE Ñ MI AJUDA EN FAZER QUASE NADAESTOU SEMPRE CONFUSA E DEPOIS DO AVC MINHAS CONVULÇAO PIORARAM SO PEÇO A DEUS QUE MI APOSETE POIS PRA FAZER FISIOTERAPIA PELO SUS E BEM COMPLICADO FICO ESPERANDO MI LIGAR E ISSO QUE ELES MI DISEM QUE ESTA DIFICIL CONSEGUIARVAGA SO POR DEUS OU SO DEUS NA CAUSA.

ADALIA COSTUREIRa mas ja estou com 60 anos e empresa ? mi quer devidos os ATAQUES QUE ACONTECI DO NADA08/08/2013 18:57 Responder

NIGUEM QUER UMA PESSOA EPILETICA E COM FIBROMIAUGIA E TIVE UM AVC IQUEMICO RECENTETOMO TANTO MEDICAMENTO QUE FICA ESTANPADO NO MEU ROSTO QUE Ñ ESTOU BEM ONDE VOU PERGUN TA TEM PROPLEMAS COM A SAUDE QUALMAS GRAÇAS A DEUS ESTOU RECEBENDO AUXILIO DOEÇA PEDI MINHA APOSEMTASORIA PRA ESTAR FREQUENTA ALGUM LUGAR ONDE EU POSSA FAZE FISIOTERAPIA POIS DO SUS TEM QUE AGURDA VAGA!!!!!!

roberto de oliveira operador digitador09/08/2013 1:10 Responder

gostaria de saber se nós portadores de lupos temos o direito de se aposentar,com uma ação na justiça federal.

MIGUEL ANGELO funcionário público16/08/2013 17:21 Responder

FICA AQUI A MINHA OPINIÃO REFERENTE A EPILEPSIA, DEVEMOS FAZER UM ATO PÚBLICO EM TODO O PAÍS PARA QUE ACONTEÇA ALGUMA COISA, VAMOS MOSTRAR A NOSSA INDIGANAÇAO NOS ORGANIZANDO, PARA SOCIEDADE DESTA NAÇÃO SABER TODA A VERDADE DE UM EPLETICO A MANIFESTAÇÃO E A NOSSA FERRAMENTA QUE DEVEMOS COLOCAR EM PRATICA A NOSSA UNIÃO E QUE VAI VALER ALGUMA COISA, A DOENÇA QUE TEMOS NÃO PEDIMOS PARA ESTAR COM ELA, CABE A ESTES POLITICOS QUE TEMOS APROVAREM O QUE É DE DIREITO, NOS COLOCAMOS ELES NO PODER E QUE FAÇA A NOSSA VIDA SER DIGNA, SEM DIGNIDADE O SER HUMANO NÃO TEM COMO VIVER, ESTAS SÃO MINHAS PALAVRAS DE UM EPLETICO PEDINDO SOCORRO.....

erick thiago jorge garçom11/09/2013 21:05 Responder

eu desmaiei dando eplepsia crise de ausencia quebrei o dente me machuquei até faz 5 anos que ta nas maos do juiz e nada ainda perdisangue foi por Deus que cheguei em casa não sei como!!!!!!!!!!!!fora que quero trabalhar mas muitos mehumilham

geraldocoelhinho30@hotmail.com tecnico motorista eletricista18/09/2013 15:45 Responder

TAM bem venho sofrendo com epilepsia tenho cresse frequente nenhum medicamento controla tenho um mau formação arterial medido 3,5 c pode romper a qualquer momento tenho 46 anos de idade tem 1 ano que eu não consigo mais trabalhar parei de dirigir para não por a vida dos outros em risco mais o INSS diz que to capais poço trabalhar normal , depois de tantas cresses perdi equilíbrio do corpo tremor não consigo escrever correto estol esquecendo como escrever ,imagina se eu estiver em um centro faixa pedestre a tropelu dezenas de pessoas sera que o INSS a sumi a culpa., fica todos voces com Deus eque deus abençoe que teremos uma vida melhor ,

alessandra_oliveira36@hotmail.com aux. de escritório27/05/2014 18:41 Responder

Então a pessoa que nasce c/ a doença ou a desenvolve na infância, está condenada a vida inteira? Sim pois as portas de trabalho são fechadas, digo isto porque sou epilética e em toda empresa que entro escondo que sou epilética. não sou uma coitadinha não, me considero inteligente e capaz de exercer minhas funções, mas ao mesmo tempo me sinto um lixo e envergonhadas quando tenho crises e quando tudo passa acordo com uma multidão em cima de mim e vejo no olhar de cada um deles o preconceito e o medo de chegar perto de mim. A última vez estava em uma reunião muito estressante , tive uma convulsão tão forte que me urinei, quando levantei estava diante dos meus patrões e todo os encarregados da empresa. Eu não vou nem comentar tire suas conclusões. Pelo menos se imagine no meu lugar, me responda por favor.

Adriana acadêmica de fisioterapia04/08/2014 23:39 Responder

Eu sou epilética e quando vou atrás de emprego jamais menciono que sou epilética pq eles não contratam. mais a verdade sempre ven a tona pois uma crise é inevitável. Tive crise nos meus trabalhos e em um deles fui demitida. No outro acordei rodeada de gente com pena e medo de me pegar pessoas que não queriam compartilhar o msm copo com medo de mim. Eu tento ser forte mais essas coisas mexem com nosso emocional. Faço faculdade e sei que meu futuro vai ser bem complicado para me reconhecerem como profissional e não como uma epilética uma doida porque faz uso de gardenal. Não espero nada desse lixo de inss.

marcio da silva professor27/08/2014 23:56 Responder

amigos,projetos de interesse politico e partidarios logo é aprovado, o verdadeiro contribuite nada é aprovado, os deputados não são médicos eles relacionam meia dúzia de doenças e esquecem que tem doenças degenerativa como eu artrite reumtóide. esse é país de poucos.

Wagner Radialista01/09/2014 10:39 Responder

Olá...tenho 38 anos..e meu filho hoje tem 21 anos epiletico..desde os 8 meses...Arrumou trabalho..mas nas primeiras crises..o dispensam...quero aqui deixar meu e-mail para familiares e você q sofre na pele esta descriminação para ir-mos as ruas..estou em São Paulo...vamos fazer passeatas..nos unir..hoje me bateu uma revolta..por q ele tem sonhos e não consegue..vamos juntar nosso pouco dinheirinho e criar fundos para estas pessoas, as familias..estou ajuntado contatos com hospital das clinicas onde meu filho faz tratamento, advogados..e onde trabalho vou pedir para rodar um comercial sobre este problema q se cala e ninguém faz nada..vamos nos levantar..meu e-mail..é : ( netto-oliveira@hotmail.com) Epilepsia não pega..o q pega é seu preconceito...pra inicio de conversa..obrigado e Deus é por nós..vamos pra cima...

Andréa Santos auxiliar de Higienização05/05/2015 23:09 Responder

Tenho eplepcia desde criança mais so descobri aqui em são paulo, quando pasei por um neurologista há 24 anos atras, ja passei a tomar gardenal e hitantal, hoje tomo um mais forte que é o , depaquene 500ml o almento do peço foi constante pois esse remedio tem muito hormonio, ja está me causando problemas nos juelhos, passo necessidades longe da minha familia, porque só aqui tenho médico certo no interior de sergipe não tem, pois nunca tinha discuberto o que eu tinha, em fim agora eu tenho ou não direito a aposentadoria e o que devo fazer ?aguardo

Flavio Gomes operador 1 sadia14/11/2015 16:46 Responder

eu tenho epilepsia e tomo dois medicamentos por dia ,,,o meu medico o neurologista Joao Francisco quer me passar mais um medicamento pois o trilepital 300 mg e o topiramato 100 mg ja n funciona comigo ele disse que agora eu devo tomar um sedativo ,,,,fui na pericia dia 12/11/2015 o medico perito nem me deu atenção mesmo eu mostrando o meu atestado de 6 meses que tenho ,,, tenho 2 a 3 crize por semana e n tenho condição de trabalhar o que eu fasso ?

jose sergio ricci DESEMPREGADO18/04/2016 15:52 Responder

tVARIAS DOENÇAS ESTOU DESEMPREGADO PORQUE A EMPRESA ME MANDOU EMBORA DEPOIS DE 11 ANOS NA EMPRESA E 27 DE CONTRIBUIÇÃO COM O INSS. HOJE JÁ NÃO TENHO CONDIÇÕES DE CONTRIBUIR. APÓS DOIS INFARTE FEITO 4 PONTE DE SAFENA, PORTADOR DE EPILEPSIA (CONVULSÃO ) DITA QUE É CONTROLADA. COMO PODE UMA DOENÇA ONDE A GENTE SE BATE ,MORDE A LINGUA E PERDE O SENTIDO PODE SER CONTROLADA. ME ENSINA COMO É QUE VOU CONTROLAR PARA NÃO TER MAIS CRISES DE EPLIPSIA (CONVULSÃO) DESCULPE JÁ ESTAVA ME ESQUECENDO. COM 4 PONTE SAFENA USANDO DOIS STENT COM CRISE EPILETICA TOMANDO MEDICAMENTO PSIQUIATRICO, DEFICIENTE AUDITIVO,DEFICIENTE MENTAL COM CID 32,3 E OUTRAS QUE NÃO ME LEMBRO. SEM RECEBER NENHUMA AJUDA DE CUSTO OU APOSENTADORIA POR INVALIDEZ DO GOVERNO BRASILIEIRO COM 54 ANOS DE IDADE, DEPOIS DE VELHO SOU OBRIGADO A PASSAR POR HUMILHAÇÃO COMO HOJE EM PEDIR DINHEIRO EMPRESTADO PARA TIRAR XEROX DO RG. PARA ENVIAR A SECRETARIA DA SAUDE DE BOTUCATU. ATRAS DE MEDICAMENTO.

Isaac Motorista carreteiro 11/10/2016 14:01 Responder

Olá gostaria de saber se alguém que está lendo esse comentário conseguiu se aposentar por epilepsia??? Sou carreteiro

paulo 11/09/2017 22:58 Responder

boa noite meu nome e paulo tenho epilepsia e queria saberse posso prestar concurso pra policia civil pra investigador mesmo sendo portador de epilepsia ?