• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Domingo, 20 de Agosto de 2017
ISSN 1980-4288

Presidente afastada, Dilma Rousseff defende 'consulta popular' como saída para crise política

Presidente afastada deu a declaração em entrevista para a TV Brasil. Ela não confirmou se a consulta popular a que se refere seria um plebiscito.

Fonte: G1

Comentários: (0)


Dilma Rousseff. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

A presidente afastada Dilma Rousseff afirmou em entrevista à TV Brasil que uma "consulta popular" é a saída para a crise política no país. Ela não explicou, no entanto, como seria essa consulta e, perguntada se deveria ser em forma de plebiscito, não confirmou.


Dilma aguarda uma decisão do Senado para saber se retorna ou não ao governo. Ela foi afastada em maio, depois que os senadores aprovaram a admissibilidade do processo de impeachment. Está prevista para agosto a votação que vai decidir se ela deixará o cargo definitivamente. Enquanto isso, o vice, Michel Temer, fica no poder.


"A recomposição é uma discussão séria a respeito de para onde vamos. Só tem um jeito, dado o nível de contradição que tem hoje entre os diferentes atores neste país. É que se recorra à população para ela dizer", afirmou a presidente afastada na entrevista.


Em seguida, o entrevistador questionou Dilma se a consultada deveria se dar por meio de plebiscito. Ela respondeu: "eu acho que pode ser um plebiscito de alguma forma. Eu não vou aqui dizer para você assim, dar o menu total, mas eu acho que essa é uma coisa que está sendo muito discutida", continou Dilma.


Em outro momento da entrevista, ela voltou a citar uma consulta popular como  a única maneira de "lavar" o que ela chamou de "lambança do governo Temer".


"Eu acho que, em qualquer hipótese, a consulta popular é o único meio e lavar e enxaguar essa lambança que está sendo o governo Temer", afirmou.


Dilma, a exemplo do que tem feito em declarações recentes, chamou o processo de impeachment de "golpe" e afirmou que a decisão de afastá-la significou um pacto quebrado no Brasil. "Eu não acredito que se remontará esse pacto dentro de gabinete", disse.


"Agora, acho que é fundamental para que esse pacto seja passível de ser executado que haja o fim do golpe. Significa que nós ganhemos no Senado", concluiu Dilma.

Palavras-chave: Dilma Rousseff Impeachment Plebiscito Crise Política Brasil

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/presidente-afastada-dilma-rousseff-defende-consulta-popular-como-saida-para-crise-politica

0 Comentários