• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017
ISSN 1980-4288

OAB vai ao TRF-4 para garantir uso de celular por advogado em sala de audiência

O pleito nasceu na OAB-PR, que requereu a reconsideração da proibição, mas foi indeferida.

Fonte: OAB Nacional

Comentários: (0)


Reprodução: pixabay.com

A OAB Nacional ingressou em uma causa no Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4) contrária à negativa de entrada de um advogado com telefone celular em sala de audiência. O pleito nasceu na OAB-PR, que requereu a reconsideração da proibição, mas foi indeferida. Diante da negativa, o presidente da OAB Nacional, Claudio Lamachia, esteve em audiência com o desembargador federal João Pedro Gebran Neto.


Para Lamachia, as prerrogativas profissionais da advocacia não se confundem com privilégios, mas sim mecanismos de defesa dos direitos do cidadão. “Obstar o uso do celular por parte do advogado quando da realização de audiência acarreta na incomunicabilidade do profissional e o impede de exercer corretamente sua função, que é essencial à Justiça. A medida impede o acesso a autos eletrônicos, consultas de jurisprudência e outras atividades inerentes à sua atividade profissional”, enumera.


Cassio Telles, vice-presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia da OAB, lembra que os advogados comparecem às salas de audiência a trabalho, com os mesmos ideais dos demais agentes processuais: realizar Justiça. “Num ambiente de processo eletrônico, doutrinas e jurisprudências digitais, comunicações instantâneas, celulares multifuncionais, impedir o advogado de utilizar esse instrumento de trabalho, até mesmo para gravar as audiências, direito que é assegurado pela lei, sem dúvida alguma é impor à advocacia um tratamento discriminatório, humilhante e impeditivo do livre e pleno exercício profissional. Jamais aceitaremos isso”, alerta.


Para o procurador nacional da OAB de Defesa das Prerrogativas, Charles Dias, a medida imposta pelo juiz federal viola a garantia de comunicabilidade dos advogados. “A decisão de proibir que um advogado adentre uma sala de audiências usando seu celular limita sua atuação e cerceia a defesa do acusado no processo penal. Os aparelhos celulares são instrumentos de trabalho dos advogados”, aponta.

Palavras-chave: OAB Garantia Uso de Celular Advogado Sala de Audiência Prerrogativas Profissionais Privilégios

URL Encurtada

Deixe o seu comentário. Participe!

noticias/oab-vai-ao-trf-4-para-garantir-uso-de-celular-por-advogado-em-sala-de-audiencia

0 Comentários