• facebook-footer
  • twitter-footer
  • googleplus-footer
Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017
ISSN 1980-4288
Exclusivo para Assinantes
Fonte: TJSP

Responsabilidade Civil. Morte de detento, cônjuge da requerente. Parada cardiorrespiratória

Demora de mais de três horas no encaminhamento do detento ao hospital.

RESPONSABILIDADE CIVIL. Morte de detento, cônjuge da requerente. Parada cardiorrespiratória. Demora de mais de três horas no encaminhamento do detento ao hospital. Servidores que necessitaram efetuar o transporte sem escolta, em vista do agravamento do estado de saúde do encarcerado. Vítima que deu entrada no nosocômio em óbito. Descumprimento pelo Estado do dever de zelar pela integridade física do preso (artigo 5º, inciso XLIX, da CF). Evidente falha no serviço público. Devida indenização por ...

Palavras-chave: CF Responsabilidade Civil Morte de Detento Indenização Danos Morais